20 de agosto de 2018

Kléber à distância de 300 mil


Welthon entrou nos convocados


Davidson espreita lugar



10 de agosto de 2018

Declarações de João Afonso no final do jogo


"Acreditámos no empate depois de uma primeira parte que não foi bem conseguida da nossa parte, temos que admitir. Correções feitas ao intervalo e na segunda parte acreditámos sempre. Vínhamos com a ideia de reagir, conseguirmos e é essa a ideia que queremos dar, mas não como reação, antes começando o jogo como começámos a segunda parte. Tem de ser essa a nossa personalidade, acreditar sempre que é possível do primeiro ao último minuto"

Declarações de Luís Castro no final do jogo


"Houve vários jogos dentro do jogo. Tivemos a primeira oportunidade do jogo com um cabeceamento do Tallo para uma grande defesa do guarda-redes. O Benfica marca, falha o penálti e nós a seguir tivemos uma bola que ainda é melhor que um penálti, na cara do guarda-redes atirámos ao poste. O Benfica vai ao 3-0 com momentos em que não estivemos focados, perdemos concentração."

"A segunda parte foi totalmente diferente, houve uma inversão, ficámos por cima e a consequência disso foi termos feito dois golos que nos deram esperança para chegar um pouco mais além. O número de remates foi muito mais elevado e minimizámos a diferença na percentagem na posse de bola. Não está em causa a vitória do Benfica, mas pusemos isso em causa em determinados momentos do jogo."

"Quando o Benfica entrava no nosso meio-campo com a bola controlada, obrigava-nos a nossa linha defensiva a baixar muito, abrindo um espaço na linha intermédia que era aproveitado pelos médios e pelos alas, um espaço que o Wakaso não conseguia abranger, por mérito do Benfica. Decidimos colocar o duplo pivô para ter mais abrangência nesse espaço e lançar ataques rápidos, ou manter a bola no último terço se não conseguíssemos lançar o contra-ataque. A forma como fizemos os golos espelha a nossa matriz."

"Qualquer equipa que jogue contra um grande vai cometer mais erros defensivos do que aquilo que é normal, é um efeito que os três grandes conseguem ter nas outras equipas. O resultado não nos atirou para o fundo ao intervalo e o resultado final também não nos puxa para cima porque não somámos pontos. Mas deixámos algumas marcas do que aquilo que pode ser o Vitória no futuro, mostrámos alma."

VÍDEO | Resumo: Benfica 3-2 Vitória

VÍDEO | Golo Celis

VÍDEO | Golo André André

Vitória nos jornais desta sexta-feira




1 de agosto de 2018

Guedes aponta ao onze


Turcos na corrida


Em contactos por Castaignos


Calendário do Vitória Sub-23

Calendário do Vitória na primeira volta da Liga Revelação sub-23:
1.ª jornada (18/08, 11h.)
Marítimo-Vitória
2.ª jornada (25/08, 11h.)
Vitória-Desportivo Aves
3.ª jornada (28/08, 18h.)
Sp. Braga-Vitória
4.ª jornada (01/09, 11h.)
Vitória-Vitória Setúbal
5.ª jornada (15/09, 11h.)
Sporting-Vitória
6.ª jornada (22/09, 11h.)
Vitória-Benfica
7.ª jornada (25/09, 18h.)
Académica-Vitória
8.ª jornada (29/09, 11h.)
Vitória-Feirense
9.ª jornada (06/10, 11h.)
Vitória-Cova Piedade
10.ª jornada (20/10, 11h.)
Portimonense-Vitória
11.ª jornada (27/10, 11h.)
Vitória-Rio Ave
12.ª jornada (30/10, 18h.)
Estoril-Vitória
13.ª jornada (03/11, 11h.)
Vitória-Belenenses

Relvados estão quase prontos


Alexandre Silva acerta mudança


Evoluir no Berço e sonhar com Tóquio